Pesquisar neste blog

Carregando...

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Amor excessivo de Jesus Cristo para com os homens.

Nos praedicamus Chirstum crucifixum, Iudaeis quidem scandalum, gentibus autem stultitiam – "Nos pregamos a Cristo crucificado, que é de fato para os judeus escândalo e para os gentios loucura" (I Cor. 1, 23).

Sumário. O mistério da Redenção é tão sublime, que os gentios o chamavam uma loucura. Julgavam impossível que um Deus onipotente e felicíssimo se tivesse feito homem e tivesse morrido numa cruz pela salvação dos homens. Como há, pois, cristão que sabem isso pela fé, e veem um Deus tornado, por assim dizer, louco por amor dos homens, e todavia vivem sem o amar, e mesmo o ofendem e injuriam?... Se no passado nos unimos àqueles ingratos para ofender Jesus, peçamos-lhe humildemente perdão.

I. São Paulo diz que os gentios, ouvindo-o pregar de Jesus crucificado por amor dos homens, olhavam isto como uma incrível loucura. E como, diziam eles, seria possível crer que um Deus todo-poderoso, que de ninguém tinha necessidade para ser o que é, infinitamente feliz, haja querido, para salvar os homens, fazer-se homem e morrer numa cruz? Seria isto a mesma coisa, diziam eles, que crer um Deus tornado louco por amor dos homens: para os gentios uma loucura. E por isto deixavam de crer.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Sobre a Fé. Cuidado para não perdê-la!



O Príncipe dos Apóstolos, São Pedro, ciente das obrigações inerentes a seu elevado múnus de Papa, o primeiro da História, já naquela época advertia os fiéis sobre os terríveis males da apostasia. Suas palavras candentes, ele as quis deixar registradas em uma de suas epístolas: 

"Se aqueles que renunciaram às corrupções do mundo pelo conhecimento de Jesus Cristo nosso Senhor e Salvador, nelas se deixam de novo enredar e vencer, seu último estado torna-se pior do que o primeiro.

"Melhor fora não terem conhecido o caminho da justiça do que, depois de tê-lo conhecido, tornarem atrás, abandonando a lei santa que lhes foi ensinada.

"Aconteceu-lhes o que diz com razão o provérbio: 'O cão voltou ao seu vômito; e: A porca lavada volta a revolver-se no lamaçal'"

(II Pedro, 2, 20-22).

O PROTESTANTISMO NÃO É O CRISTIANISMO


DIZEM os protestantes que são cristãos, que querem o Cristianismo puro. E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos.

Há, não o nego, protestantes de boa fé, os quais, equivocados, serão cristãos, e crerão em Jesus Cristo e na sua doutrina, e não refletirão sobre as origens do Protestantismo. Não falo desta classe de protestantes, que, como se vê, são protestantes por equivocação, por engano e ignorância. Falo do Protestantismo em si, e afirmo sem receio que o Protestantismo não é Cristianismo, nem puro, como eles imaginam, nem impuro, nem de espécie alguma.

A IGREJA ROMANA ANTES DE 1521. – Reflita alguns instantes, meu caro amigo, e se é realmente amante da Verdade, preste atenção ao que lhe vou dizer. Antes de 1521, a Igreja Romana era Igreja verdadeira Cristã, e desta Verdade ninguém duvidava em todo o mundo. Ela apresentava sua sucessão clara e sem interrupção desde São Pedro, São Lino, Santo Anacleto, e assim toda a série dos Papas e sucessores de São Pedro até Leão X. Ninguém se lembrava de protestar, a ninguém ocorria sequer a ideia de duvidar. Todos aqueles que queriam ser cristãos sabiam perfeitamente que a Igreja Romana era a verdadeira Igreja, a Religião Cristã.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

O assunto é... ESCAPULÁRIO MARROM DE NOSSA SENHORA DO CARMO


Reunimos, aqui, os posts com o mesmo assunto: o ESCAPULÁRIO MARROM DE NOSSA SENHORA DO CARMO. Estão em ordem alfabética de titulação.    






Onde adquirir o escapulário: EDITORA MISSÕES CRISTO REI

    

Missa Tridentina no Brasil

Missa Tridentina no Brasil
Clique para saber as datas e locais

Mensagem...

Mensagem...